Língua:

Leonardo Fleck

Picture of Leonardo FleckView larger image

Presidente do Conselho da CSF-Brasil, Gerente de Programa, Iniciativas de Conservação e Mercados, Fundação Gordon and Betty Moore, Palo Alto, CA, USA

Leo é Gerente de Programa da Fundação Gordon and Betty Moore, a maior instituição de filantropia privada que atua na conservação ambiental em nível global. Leo apoiou a criação das Iniciativas de Mercados e Conservação da Fundação, um esforço de vários milhões de dólares investidos ao longo de cinco anos cujo objetivo é contribuir para a dissociação da produção de alimentos da degradação de ecossistemas globais através do uso de abordagens baseadas em mercados e estruturas para doações mais colaborativas. Leo co-lidera a iniciativa enfocada na redução do desmatamento e da perda de habitat devido expansão das cadeias de suprimento de carne bovina e soja na América do Sul. Ele também apoia o Climate and Land Use Alliance (CLUA, Aliança para o Clima e Uso da Terra) - uma aliança global de doadores que buscam reduzir as emissões globais de gases de efeito estufa que provém do desmatamento - através do desenvolvimento estratégico e da coordenação de carteira de projetos.

Anteriormente, Leo atuou na Conservação Estratégica (CSF-Brasil) como Gerente de Programa do Brasil e Economista Ambiental Sênior. Leo foi aluno do programa de treinamento da CSF, liderou equipes internacionais em projetos inovadores que resultaram em impactos de conservação mensuráveis, e deu aula nos cursos da CSF pelo continente americano. Ele também trabalhou como Professor no Centro Universitário UNA no Brasil, ensinando sustentabilidade corporativa a estudantes de Mestrado em Administração de Empresas (M.B.A.) e contribuiu para a iniciativa Economics of Ecosystems and Biodiversity (TEEB, Economia dos Ecossistemas e da Biodiversidade). Ele teve ampla experiência de campo na região amazônica brasileira, como Pesquisador do Instituto de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá.

Leo é graduado em Ciências Biológicas e tem um diploma em Administração de Empresas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) no Brasil, um M.B.A pelo Centro Universitário UNA no Brasil, e um Mestrado em Ciências (M.Sc.) em Biologia da Conservação na Universidade de Kent no Reino Unido, onde recebeu o Prêmio Maurice Swingland.