Língua:

Análises

A Conservação Estratégica apoia conservacionistas locais na utilização de ferramentas da economia que os permitam encontrar soluções inteligentes e eficientes para os problemas ambientais mais urgentes. Desde a sua criação, a CSF conduziu dezenas de estudos sobre ambientes florestais, fluviais e costeiros. A maior parte dos nossos projetos é focada nos Trópicos, pois estes apresentam níveis extraordinários de biodiversidade. Para maximizar a influência e a qualidade dos nossos estudos, nós envolvemos profissionais de renome e organizações conservacionistas em todos os projetos.

Pagamento por Serviços Ambientais na Mata Atlântica

Sustentabilidade financeira de áreas protegidas é sempre um talento em países em desenvolvimento. Neste projeto, a CSF desenvolveu uma metodologia para implementar um sistema de Pagamento por Serviços Ambientais (PSA), focado na conservação de água para consumo humano na Floresta Atlântica, no Brasil. Esse método de pagamento é assegurado pelos artigos 47 e 48 da Lei do Sistema Nacional de Unidades de Conservação (SNUC), que visa a geração de renda para a proteção de áreas sob gerenciamento. A área de estudo do projeto foi a bacia dos rios de Guapiaçu e Macau, no Parque Estadual dos Três Picos, perto da cidade do Rio de Janeiro. Essa bacia é responsável pelo abastecimento de água para aproximadamente 1.7 milhão de pessoas.

Nossas análises foram desenvolvidas em 5 fases:

(1) quantificação dos gastos da administração do parque necessários para assegurar a proteção da água;

(2) estimativa da contribuição da área protegida para o suprimento de água dentro da bacia;

(3) análises de critérios alternativos para o alocamento dos custos necessários à proteção do parque entre os usuários de água;

(4) uma estimativa de pagamento para diferentes usuários, baseada nos critérios acima; e

(5) proposta de um plano para a administração do pagamento proveniente do sistema de serviço ambiental.