Língua:

Análises

A Conservação Estratégica apoia conservacionistas locais na utilização de ferramentas da economia que os permitam encontrar soluções inteligentes e eficientes para os problemas ambientais mais urgentes. Desde a sua criação, a CSF conduziu dezenas de estudos sobre ambientes florestais, fluviais e costeiros. A maior parte dos nossos projetos é focada nos Trópicos, pois estes apresentam níveis extraordinários de biodiversidade. Para maximizar a influência e a qualidade dos nossos estudos, nós envolvemos profissionais de renome e organizações conservacionistas em todos os projetos.

Infra-estrutura de Integração e Conservação da Biodiversidade

Entre 2004 e 2006, a CSF aliou-se à “The Nature Conservancy” (TNC) e diversas organizações locais da Mesoamérica, num projeto para reduzir a perda de habitat gerada principalmente em razão de projetos de infra-estrutura na região. O objetivo do trabalho foi informar melhor as partes interessadas a respeito da importância dos impactos econômicos e ambientais resultantes da construção dos diversos projetos planejados para região.

Os países incluídos no inventário foram Panamá, Costa Rica, Nicarágua, Honduras, Belize, Guatemala e os nove estados localizados no sul do México (Campeche, Chiapas, Guerrero, Oaxaca, Puebla, Quintana Roo, Tabasco, Vera Cruz e Yucatán).

A CSF criou um inventário dos projetos, treinou líderes conservacionistas na utilização de ferramentas econômicas para análises de projetos e conduziu quatro estudos de campo. Os estudos de campo se focaram nas propostas de estradas e represas que julgaram ser de maior preocupação ambiental, de acordo com os participantes:

1. Represas na Província de Bocas del Toro, no Panamá

2. Estradas na Floresta Maya, nos países do México, Guatemala e Belize (2 estudos)

3. Represamento do Rio Usumacinta no México

Para obter maiores detalhes sobre os projetos de campo listados, click nos links acima. Os relatórios de resultados, juntamente com o inventário, podem ser encontrados na seção de relatórios do website.

Veja Relatório

Inventário de Projetos de Infra-estrutura na Mesoamérica