Língua:

Análises

A Conservação Estratégica apoia conservacionistas locais na utilização de ferramentas da economia que os permitam encontrar soluções inteligentes e eficientes para os problemas ambientais mais urgentes. Desde a sua criação, a CSF conduziu dezenas de estudos sobre ambientes florestais, fluviais e costeiros. A maior parte dos nossos projetos é focada nos Trópicos, pois estes apresentam níveis extraordinários de biodiversidade. Para maximizar a influência e a qualidade dos nossos estudos, nós envolvemos profissionais de renome e organizações conservacionistas em todos os projetos.

Cana de Açúcar na Amazônia Boliviana

Nas últimas três décadas a região Amazônica ao norte da Bolívia passou por um processo de colonização agrícola, nas terras florestais que foram primitivas em tempos passados.

A conversão da floresta para projetos agrícolas é a base de vários esquemas de desenvolvimento do governo nacional e local. Atualmente, a mais importante proposta de desenvolvimento na região trata da construção de uma usina de açúcar e a plantação de mais de 20.000 hectares de cana de açúcar. Entretanto, está faltando consenso sobre como e se tal projeto deverá ser implementado, devido em parte à ausência de quaisquer estudos rigorosos de viabilidade.

A CSF está realizando um estudo para verificar se a implementação de uma usina de açúcar nesta região é financeira e economicamente rentável e para avaliar alguns dos impactos desse projeto sobre os recursos naturais e o meio ambiente. Nossa análise visualiza os custos e benefícios do projeto, levando em consideração as condições biofísicas, econômicas e sociais, impactos ambientais e custos das implementações anteriores para outras atividades agrícolas.

O objetivo mais importante do estudo é de melhorar a tomada de decisões e de políticas públicas relacionadas ao desenvolvimento e conservação dos enormes recursos naturais da região. Os recursos preliminares sugerem que, sob o sistema atualmente proposto, o cultivo da cana poderia ser lucrativo para os fazendeiros, mas que subsídios para o processamento permanente seriam necessários para a usina. Uma redução líquida do desmatamento poderia ser atingida em sua totalidade se o projeto não trouxesse novos migrantes para a região e se os campos de cana substituíssem colheitas que esgotam os solos das florestas mais rapidamente. Estas podem ser condições difíceis de serem atendidas.