Língua:

News

Mecanismos econômicos para a agricultura sustentável no Brasil

A Conservação Estratégica (CSF-Brasil) está trabalhando em um projeto internacional que busca desenvolver uma abordagem holística para promover a sustentabilidade de todas as etapas das cadeias de produção de commodities. É uma parceria com o Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia (IPAM) e com o Instituto de Manejo e Certificação Florestal e Agrícola (IMAFLORA), participando juntos do projeto Parceria para o Bom Desenvolvimento liderado pela Conservação Internacional (CI). No caso do Brasil, o foco é a produção de soja na região do MATOPIBA.

O MATOPIBA é como ficou conhecida a região formada pelos estados do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia, Por volta de 2010, passou por diversas transformações em infraestrutura que tornaram a região mais atrativa para investimentos. Atualmente, por sua aptidão agrícola e abundância de áreas passíveis de exploração, é a principal região de expansão de diversas culturas, especialmente a soja. A maior parte da fronteira se expandiu por áreas de bioma Cerrado, mas com impactos indiretos também os biomas Caatinga e Amazônia.

sustainable soybean production Brazil agriculture economics conservation
Equipe em frente ao estande do projeto, na feira da Agrotins. Estão presentes (da esqueda para a direita): Maria Garcia (CI), Iamily Cunha (CI), Camila Jericó-Daminello (CSF), Paulo Seifer (Imaflora) e Karine Barcelos (CI). Crédito da foto: Anônimo/a

Nesse sentido, o papel da CSF-Brasil é auxiliar na elaboração de medidas que contribuam para adoção de práticas mais sustentáveis na produção de soja. Para isso, serão analisados quais incentivos podem motivar os produtores a buscarem alternativas para o cultivo de soja, passando de sistemas convencionais para opções mais sustentáveis. Os critérios analisados como motivadores para mudança serão a disponibilidade de receber pagamentos pelos serviços ambientais, melhores taxas de juros, importância de atores influenciadores, possibilidade de mercados específicos para produtos mais sustentáveis, dentre outros.

A CSF-Brasil esteve em Palmas (TO) na Agrotins, feira de tecnologia agropecuária do Tocantins, que foi realizada pela Secretaria da Agricultura, Pecuária e Aquicultura do estado. Nossa participação no evento foi importante para coletar informações e conversar com sojicultores da região. Esta etapa do projeto possibilita uma aproximação com os produtores locais e entendimento de quais são suas preferências, o que auxilia a delimitar o perfil regional e fazer encaminhamentos para o projeto. O intuito é promover a discussão sobre estratégias sustentáveis que sejam atrativas para os agricultores e funcionem como incentivos para mudanças.

sustainable soybean production Brazil agriculture economics conservation
Estandes de alguns expositores na feira da Agrotins. Crédito da foto: Camila Jericó-Daminello

Durante a feira, pudemos conversar com produtores, criadores de animais e empresas de insumos, que participaram das palestras, workshops, exposições e apresentações de produtos que foram realizadas. Foi interessante perceber que os produtores locais estão abertos a uma mudança para sistemas mais sustentáveis e dispostos a explorar maneiras de gerar lucro também a partir das áreas florestais em suas propriedades, sem destruí-las. Mesmo que muitos produtores já estejam aplicando essas práticas, ainda há um longo caminho a se percorrer. Os próximos passos do projeto serão aprimorar os modelos de análise econômica, estreitar relações com sojicultores da região e fazer coleta e análise dos dados.

Este projeto é financiado pela Conservação Internacional Brasil (CI-Brasil), via o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) do Fundo Global para o Meio Ambiente - MATOPIBA. Fiquem ligados para mais novidades nos próximos meses!